Ah! Se eu te pego!


Animadíssimo esse domingo! Começou cedo. Rendeu visita a três shoppings, cinema de vários Ds, sobremesas "dilicias" e muito, muito riso... A vida é feito disso mesmo, né? (E não fizemos nada que havíamos programado... Mas foi muito melhor!!!)





Diga ao povo que fico!

Hoje eu bati o carro! E a cabeça no parabrisa! Tou com uma dor retada no galo que ficou na cabeça. Uma dor maior vai sentir meu bolso quando eu tiver que pagar o estrago do outro carro. O cara do outro carro era um grosso, estúpido, embora ele estivesse certo e eu errada. Mas um pouco de educação não faz mal a ninguém, não é mesmo?

Mas já estou em casa, com gelo na cabeça e aliviada porque ninguém se machucou seriamente. Bom, na verdade, só eu me machuquei e mesmo assim só foi esse galo. Enfim, definitivamente, move on.

E move on em várias coisas! Conversei com alguns fiéis amigos hoje a tarde, que acabaram ligando quando eu tava beeeem nervosa e chorando. Conversei muito com eles. Sobre o acidente, sobre a vida, sobre pessoas. E vi que as pessoas usam a gente sim, mas que a gente deve sempre seguir adiante (já vi esse blog em algum lugar?). 

E a melhor resposta a tudo isso é ser feliz. E, nesta hora, me veio a cabeça uma música de Rita Lee que Marilia Gabriela gravou que se encaixa com sublime perfeição a este momento:

"Que culpa tenho eu de ser feliz
Não vou ficar por aí
Gemendo e chorando
Nesse vale de lágrimas

Eu nasci porque quis
Me apaixono fácil
Quanto sinto meu peito incendiar
Brigando e fazendo amor
Com Deus e o diabo
Em qualquer lugar
Então vá
Diga ao povo que fico
Cantando na chuva
Dançando na rua
A música sempre me dá
Um motivo a mais
Prá viver em paz" 


E fico. Nem que seja para incomodar.

Moving on.

Feliz como nunca!


Long day

After a long day there's is always a long night. Sometimes the night is worse than the day... As today....