Poesia

"Eu queria estar por aí 
Simplesmente pra poder sentir
o carinho de uma flor muito rara, 
que nasce em desertos,  
que faz reviver.

Eu queria estar por aí 
Na bagunça de uma paixão
De sonhar com as nuvens, 
congelar a saudade, 
te abraçar feito vento e mar.
 
Eu queria era ser avião, 
e voar para sua direção, 
e virar passarinho que encontrou o ninho 
que se abriga nos braços do amor."

"Minha flor, 
está fora do meu jardim, 
está longe do coração, 
viajou para outro céu.

Minha flor, 
de uma primavera singular, 
fez o universo melhorar, 
com o seu jeito tão bom de ser.
 
Flor que vem, 
embebecida no mel do amor, 
que traz o bem em forma de calor, 
a energia do grande astral.
 
Vou plantar essa menina no meu jardim, 
pra que o tempo não chegue ao fim 
e que eu tenha um jardim só de você"
ADALÍCIO ANJOS

Ler isso é transformar um dia frio aqui de São Paulo em pura alegria. Aquela alegria que teima em não sair do rosto nem do coração da gente. Dá aquela vontade de segurar a mão de quem a gente ama e caminhar por todos os luares. E por toda a vida. 

Pena que sonhar não dá em nada...

Perdida

E de repente eu me perco. De novo.

O dia dos pais insiste em chegar. Todos os anos. A vontade é sempre a mesma: sumir. Na verdade, a vontade é de ter um pai. Não consigo sé me conformar por já ter tido um. Por ter tido o melhor de todos, enquanto algumas pessoas sequer tiveram a oportunidade de ter um. Mas meu egoismo é maior do que o mundo. 

Este ano eu estou pior. Resolvi colocar mais gente dentro do meu egoismo. Gente maravilhosa mas que eu não estou conseguindo poupar. E pior do que isso: quando me dei conta hoje, estava contando pra ele de toda essa dor que eu sinto. E o quanto me faz bem tê-lo por perto. E tento preencher a ausência de um com a presença do outro. E, por segundo, mando mil mensagens para ele. Mas vou respirar fundo e pedir desculpas. Agora é a única coisa que posso fazer.

E vamos seguindo em frente. Um dia essa dor acaba e me leva daqui. Nesse dia, como já disse Pixinguinha, serei feliz, bem feliz.


Maestro

Hoje eu ouvi a frase: "Eu estou tão cansado..." De imediato veio Vapor Barato a mente... 

"Sim!
Eu estou tão cansado
Mas não pra dizer
Que eu não acredito
Mais em você..."

E Vapor Barato me remete a outras coisas... Mas quero me lembrar do Vapor Barato de hoje. Dito por uma criança linda, cheia de ideias e emoções a flor da pele. Mas não tanto que o faça morrer. Aliás, ele é cheio de vida. Muita vida nos olhos. Olhos lindos. Lindos de doer. De me fazer perder (ganhar!) a noite só olhando. Mesmo que não me fitem.

Eu estou em casa, mas a vontade era de estar (continuar) conversando com ele. Ouvi-lo. Aprendendo. Queria saber escrever. Queria poder fazer poesias. Não sei. Só sei mesmo ficar embevecida pela arte que só ele saber fazer. Só sei ver, ouvir e me encantar... 

Muito bom ganhar mais um amigo. Não sei se ele vai ser apenas parte da minha história daqui a um ano, mas hoje ele é alguém com quem eu gosto de dormir. E gosto de acordar também.

Mas eu também posso dizer agora, no final dessa sexta, inicio de sábado, que estou muito cansada. O dia foi longo. Longo mesmo. Mas, se tivesse que escolher, queria que fosse 7 da manhã de sexta. E que o dia nunca acabasse.

O que eu queria mesmo era cantar Vapor Barato. Mas só uma estrofe:
"Oh, sim, eu estou tão cansada
Mas não pra dizer
Que eu tô indo embora"

E ficaria... O tempo que ele deixasse...