Apenas mais uma de amor

Ouvi esse música 500 vezes hoje. O Nivando sabe o porque...

 

Impressões sobre Vancouver




Impressões de Vancouver. Não vale a pena gastar dinheiro para vir conhecer. Ok, se você é daquelas pessoas absolutamente chatas a ponto de já ter se cansado de Paris, então venha a Vancouver, porque se você já conheceu o mundo todo e não tem mais aonde ir, volte a Paris, porque você não precisa conhecer Vancouver. Aliás, ninguém precisa!

Vancouver é uma cidade limpa. Não extremamente limpa. Apenas limpa. O centro (Downtown) é onde tudo acontece. Eu vim parar aqui porque minha escola enviou um grupo de alunos para estudar e eu vim junto como lider do grupo. Para estudar inglês a cidade vale a pena. Estamos na ILAC e a escola é tudo que promete! Alguma coisa positiva desta viagem!

Falando a verdade, positivo mesmo tem sido conhecer alguns dos alunos que vieram comigo. Estou basicamente com o grupo de adolescentes. Com exceção de Rebeca e Lais, todos os outros eu conhecia muito pouco, mas ficar junto deles tem sido o melhor dessa viagem! Matheus tem se revelado uma grata surpresa pois eu tinha uma imagem muito diferente dele, mas vamos deixar para falar dele e dos outros em outro post! Esse aqui é sobre Vancouver! (Mas ainda rola um post sobre esse assunto...)

A cidade tem muitos, muitos pedintes. Mendigos que não acabam mais. Em terra, ainda, uma quantidade incontável de orientais. Tantos que uma das comidas mais populares aqui é a japonesa. E, vale lembrar, que eu e meus alunos estamos todos hospedados em casa de filipinos.

Já no céu, sempre existe um hidroavião. A vontade é de sair imitando o Tatu da ilha da fantasia... Mentalmente eu sempre grito: "o avião, o avião, o avião!"

Estou em uma cidade jovem. Não sei exatamente quantos anos Vancouver possue mas não são suficientes ainda para criar uma cultura própria, ou ao menos uma comida típica que seja. Tudo aqui ou é americano ou oriental.O que mais se encontra aqui é Starbucks. Em todas as esquinas existe  um. Quando você menos espera, tem um Starbucks na sua frente. Além do Starbucks ainda existem dezenas de cafés, o que deixa a cidade consideravelmente mais charmosa, e isso a diferencia de São Paulo. Isso e tão somente isso... 

A noite, a horda de pessoas fumando toma a cidade, ou pelo menos Downtown. Além delas, outras pessoas junto aos seus bandos também feios, cada qual ao seu modo e estilo. Todos indo a clubs, igualmente sem sentidos, com música que me ferem os ouvidos! (e enquanto escrevo isso, começa a tocar Cole Porter no meu ipod, me confirmando que o que escrevo sobre a música que ouvi nos clubs faz todo o sentido do mundo!!!)

O transporte público é eficiente mas o Skytrain (metrô canadense) deixa a desejar pois suas estações não são bens sinalizadas. E não tem nenhum glamour, vale lembrar...

A paisagem, no geral, agrada: de um lado montanhas com o cume quase sempre com neve ou o Pacifico. Alguns parques (como o Stanley Park e o Queen Elizabeth) reforçam a bela paisagem. O Pacifico se mostrou mais uma decepção, mas quem está acostumada com o Porto da Barra é dificil se agradar com qualquer coisa!

Nada disso porém, faz valer a pena um voo de cerca de 20 hs... É só uma cidade "ticada" no meu mapa. Só isso!

Glee

Gente, eu gosto mesmo desse seriado! Pode ser totalmente gay, mas eu amo!!! Tava aqui arrumando as coisas e começou a tocar essa música que eu conheci por causa do seriado... E, como já diz Claudinho, tudo na vida tem uma trilha sonora... Quando você percebe, tá dançando um grande sambão! Bom, a música  não é um samba, mas o ritmo é super! E a frase "if I was richer, I still be with you" deveria me acabar, mas, de boa, não tá me incomodando nem um pouco! Pelo contrário! Tou adorando cantar em alto e bom som (tipo quando eu cantava "Gives you Hell", pensando em um determinado advogado...) Hoje "Forget You" rola solta... Mas, logo depois, o pulmão enche mais forte para cantar "Don't stop me now", porque, afinal de contas "I'm having such a good time, I'm having a ball"...