#RIR

Tá! A lerda aqui levou dois anos para descobrir que a hagtash do título significava Rock in Rio. Bom, desta edição do Rock in Rio eu só queria dizer uma coisa: eu não queria ir meeeeeesmo. Alguns motivos:

1 - O rock, rock mesmo, daquele estilo Sepultura, eu não curto.

2 - Estou muito velha para ficar horas em uma fila... Mesmo depois ficando no camarote, até chegar lá, já perdi a paciência.

3 - Steve Wonder (que eu até gosto!) cantando com o público todo "Garota de Ipanema"... E em português... Em um festival de Rock... Ãh?

4 - O assassinato de "Love of my life" por Milton Nascimento... (Vergonha alheia total!)

5 - Não consigo respeitar um festival de rock que convida Claudia Leite. Vamos colocar o Red Hot no Circuito Barra Ondina????

Bom,  único Rock in Rio que eu gostaria de ter ido foi o 91. Mesmo assim, só para ver o George Michael. Mas meu pai nem deixou eu falar no assunto... Assisti George todo pela TV, e, posso dizer sem nenhum arrependimento, foi melhor do que estar lá.

(Para me compensar, meu pai me deu um presente do Rock in Rio. Melhor do que todos os shows juntos!)

Voando baixo


Ontem um amigo me deu uma "carona" até a Praia do Forte. Na verdade, o passeio não era ficar na Praia do Forte e sim chegar até lá. Fomos de moto. Esse meu amigo tem uma Shadow e está subindo todo o nordeste. Ainda tem muito chão pela frente, mas pelo menos nessas terras baianas, passei junto com ele. Fomos ontem no final da tarde e voltamos hoje cedo, pois ameaçava chover. Mas nenhum dos dois estava interessado em ficar por lá. Queríamos mesmo era passear.

Adoro mesmo andar de moto. Acho uma delicia! Não sei se vou gostar de pilotar, mas pelo menos assim não vou precisar de ninguém para me levar na carona. 

Todo mundo tem sonhos. Eu não tenho muitos, mas tenho um desejo grande. Gostaria mesmo de rodar um pouco de moto nas estradas dos EUA, porque são excepcionais. Não sei bem porque, mas não queria fazer isso na Europa não. Uma  vez, em Paris, rodei toda aquela cidade linda de moto. Foi fantástico, mas Paris é fantástica de qualquer forma. Queria passear nas estradas dos EUA. Nunca quis a Rota 66, que é sonho de algumas pessoas. 

Nem que fosse só "a desert road from Vegas to nowhere", já valeria a pena. 

Vamos ver se quem me prometeu a aprender andar de moto vai conseguir cumprir. No meu caso, acho que não tenho esse dom. Mas continuo sonhando. Sonhar é bom.

Para os apaixonados...


Lindo! 

PS - Achei legal lembrar que já fiz o clichê (marcar um encontro na Torre Eiffel). Mas não tem nada com o post. O post é para lembrar de coisas boas. E que elas vão acontecer de novo. Em breve. Muito breve. E com data marcada. É que o tempo não passa...

Em casa


Acabei de chegar em casa. Fui procurar uma vírgula, mas tudo o que achei foi um ponto final. Só não consigo colocar o livro na estante. No lugar dele, como Herbert Viana ensinou,  coloquei a foto.

You can count on me

Quando você pede um sorriso e recebe de volta "Prometo lhe entregar ele num pacote completo", isso já lhe deixa feliz. Mas quando você fica feliz com um simples "tea with me", significa que você está com saudade. Aquela saudade boa de quem você sabe que de verdade também sente sua falta. Aquela saudade que lhe deixa lembrando de quanto você admira essa pessoa. Meu pai me deu quatro irmãos de sangue, mas deixou que eu escolhesse mais um para amar.

Te amo. 

 


Talvez essa seja mais "da nossa época":


"Someone I always laugh with"

Saudades do Futuro




Saudades de cantar “It’s a beautiful night, we’re looking for something dumb to do” ou “A desert road from Vegas to nowhere....“, ou até mesmo “You’re so fucking special, I wish I was special". E gritar o refrão: "But I’m a creep, I'm a wierdo..."
Saudade de não comer bobagem antes de dormir...
Saudades de assistir Dexter e comentar sobre o que o Comandante Adama está fazendo com o nosso serial killer predileto...
Saudades de discutir sobre "o que é Kara Thrace"...
Saudade de não fazer nada, só ficar no sofá com frio...
Ainda bem que esse futuro não está distante.

Sampa


"Vou colocar o despertador pra sete, mas dá prá dormir mais uma hora?"
"Eu podia estar roubando, eu podia estar matando, mas estou aqui, trabalhando pra WebJet." - Direto da pista de pouso da Barra Funda.
"Não tinha medo o tal João de Santo Cristo, Ele morreu!"
"Ponto de encontro: Casa do Pão de Queijo"
"Saindo do desembarque, vira a direita"
"Só queria ver se vocês tem o dinheiro..."
"O taxista está dando voltas com a gente..."
"Acho melhor ir pegar logo esse ingresso porque a fila está ficando grande..."
"Que horas tu vai pegar o ingresso?"
"Você ainda não foi pegar o ingresso?"
"Não, não pode subir no palco!"
"Não, também não pode subir no palco nesse espetáculo, principalmente porque eles vão tirar a sua roupa"
"Quem usou a minha escova de dentes? Foi o Marquinhos? Ele pode porque ele é milionário"
"Qual o nome do macaco???? Era o principal do filme..."
"Como assim o avião tá com problemas nos freios???????"
"E não dorme no voo para não ir parar em Teresina (se o avião parar porque tá sem freio mesmo"
"Bolinho de MILHO????"
"E, lá na Bahia, todo mundo já sabe da sua internação. Acho bom ir para o hospital, viu?"

Diretoria: Andréa Machado e Marcos Antônio
Ala dos trabalhadores que não tem ar condicionado em casa: Djaman Barbosa e Alessio Feitosa
Convidado especial que apareceu: Claudinho Simões
Convidado especial que não apareceu: Menino Hamilton
Presidência: Meu Dindo Lindo (e perfeito...)

Todas piadas internas. Só mesmo para alguns. E que esses alguns permaneçam SEMPRE com o título de meus amigos.


OBRIGADA!


PS - Agradecimento especial para Xandi, que mesmo sem ir, se fez muito presente. Um xero, loro!