113. Reconvexo

"Eu sou a chuva que lança a areia no Saara
Sobre os automóveis de Roma
Eu sou a sereia que dança, a destemida Iara
Água e folha da Amazônia
Eu sou a sombra da voz da matriarca da Roma Negra
Você não me pega, você nem chega a me ver
Meu som te cega, careta, quem é você?
Que não sentiu o suingue de Henri Salvador
Que não seguiu o Olodum balançando o Pelô
E que não riu com a risada de Andy Warhol
Que não, que não, e nem disse que não
Eu sou o preto norte-americano forte com um brinco de ouro na orelha
Eu sou a flor da primeira música,
A mais velha e mas nova espada e seu corte
Eu sou o cheiro dos livros desesperados, sou Gitá gogoya
Seu olho me olha, mas não me pode alcançar
Não tenho escolha, careta, vou descartar
Quem não rezou a novena de Dona Canô
Quem não seguiu o mendigo Joãozinho Beija-Flor
Quem não amou a elegância sutil de Bobô
Quem não é recôncavo e nem pode ser reconvexo"

Porque hoje eu sei que sou. E que outros poucos são! Cada dia menos!

6 comments:

O Sibarita disse...

Rapazzzzzzzzz! Que letra e música heim fia?

Aiaiaiaiaai... kkk Você não tá para brincadeira não véia! kkkkk

Ah sei, você é retada mesmo e quem disser que não dou murro de quilo na cabeça! kkkkkkkk

Déa meu amor! kkkkk

bjs
O Sibarita

Nilson Rocha disse...

Lindo !

Allan disse...

Entendi não...
PS.: tinha postado excerto há pouco tempo no carpediem... rssss

Better MAN disse...

tão bom se conhecer.
tão difícil...

Déa disse...

SIBARITA: Sou retada não, quem é retado é Caetano! Rss Beijos

NILSON: Caetano é um gênio mesmo! Beijos

ALLAN: Falando sobre algumas pessoas que não são o que eu julgava que fossem: parecidas comigo. Mas não são. Essas pessoas não moram em Brasilia não, viu? Rsss Beijos

BETTER MAN: Mas a gente vai tentando né? Beijos

Dedinhos Nervosos disse...

Nossa, que coisa mais linda. Eu não conhecia, mas vou procurar daqui a pouco no youtube. Obrigada por isso :o)
Bjos!