My life would suck without you!


Fico p. da vida as vezes com a atitude de algumas pessoas. Meus amigos são meus amigos. Quando eu coloco uma pessoa nessa posição, ele tem que entender o que é isso. Mas entender de verdade! Um exemplo do que me tirou do sério essa semana: um amigo estava na minha casa e abriu a geladeira para pegar não sei o que. Depois disso, me pediu desculpas, dizendo que não fazia aquilo na casa de ninguém, que esqueceu de me pedir licença, blá, blá, blá... Perguntei a ele (com toda a calma que consegui reunir naquela hora) se ele pedia licença toda vez que ia abrir a geladeira na casa dele...

Eu abri mão de várias coisas na minha vida em detrimento aos meus amigos. E vou continuar fazendo isso, já que foi assim que resolvi viver a minha vida. Algumas pessoas a gente conhece, gosta e coloca em "estágio probatório", para ver se realmente serão amigos pra vida toda ou se serão apenas uma pessoa que você gosta e admira muito. Esse meu amigo, de boa, já saiu do estágio probatório. Tá certo que o estágio dele foi muito rápido, mas quem mandou ter a porra da sinestria? Mas, o fato é que eu me aborreci. O que ele quer que eu faça mesmo? Dê a chave da casa? Do carro? As minhas coisas são deles! Se eu não puder dividir as minhas coisas com os meus amigos, de que adianta mesmo tê-las?

Bom, que ele faça o que achar melhor... Tem duas opções: continuar pedindo permissão e entrar para a categoria de "gente que eu gosto", ou se instalar de vez no lugar que já é dele. Mas ele não tem obrigação nenhuma de escolher. Pode simplesmente deixar de ser, afinal, as pessoas são livres.

0 comments: